Biogás - O que é?

 

Numa análise resumida, o biogás é um gás incolor e insolúvel em água, mas que devido às impurezas que contém é muito corrosivo. A impureza mais caraterística desta mistura, é o Sulfureto de Hidrogénio (H2S) e que confere um odor agressivo característico ao biogás “a ovos podres”.

 

O biogás em aterro, é gerado pela decomposição anaeróbia (sob ausência de oxigénio) da matéria orgânica por acção de bactérias. Este processo é contínuo, quer durante a deposição dos resíduos urbanos, mas  também após a selagem da célula, já que as camadas inferiores de lixo estarão sempre parcialmente protegidas do ambiente exterior, na primeira fase e depois sem qualquer contacto quando são cobertas com terras e tela estanque de PEAD.

 

Como se valoriza?

A produção de energia por biogás, é feita através de motores de combustão interna, onde a energia química contida no biogás é convertida em energia mecânica. Com um alternador acoplado (gerador), esta energia mecânica é convertida em electricidade, que depois é exportada para rede eléctrica nacional.

 

 

 

 

PROPRIEDADES do BIOGÁS

Composição média: 55% CH4, 40% CO2 , 3% N2, 20ppm H2S
Ponto de orvalho: -34 º C
Densidades médias: * Relativa = 0,617
Absoluta = 0,80 kg/m3 (CNTP)


EQUIVALÊNCIAS ENERGÉTICAS:

A grosso modo, a relação quantitativa de 1 m3 de Biogás com 6000kcal para outros combustíveis será:

1,7 m3 de Metano;
0,8 L de Gasolina;
1,3 L de Álcool;
7kWh de Electricidade;
0,7 L de Gasóleo;
2,7kg de madeira;
1,4kg Carvão de madeira;
0,3 m3 de Propano.